sábado, 27 de dezembro de 2008

Gratidão a DEUS.


Então Samuel tomou uma pedra, e a pôs entre Mizpá e Sem, e lhe chamou Ebenézer, e disse:Até aqui nos ajudou o Senhor. (I Sm 7:12)
Agradeço a todos os integrantes desse ministério que de uma forma maravilhosa desempenhou seu trabalho com amor e dedicação!!!!
Que nesse próximo ano que se inícia possamos estar dispostos para desenvolver o dom que Deus confiou a nós.
FELIZ ANO NOVO
Que 2009 seja ano de conquistas de almas...
Abraços em Cristo.
Geralva.

domingo, 21 de dezembro de 2008

Trecho em obras!!!




Eita Deus!!! E as Obras na Igreja Missionária de Dourados continuam! Agora é a vez do pessoal ir se depedindo das outras janelas ...

Lembrando que pelo motivo da construção não haverá culto nessa quarta feira (24)!!!
Tudo isto esta sendo feito para melhorar a qualidade das ministrações, louvor, pregações e para não causar problemas por causa do "som alto" ...
É isso ai pessoal daqui uns dias vamos poder louvar a Deus com todo "gás" ou melhor.. com toda a voz... hehehe

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Orando pelos amigos

“Depois que Jó orou por seus amigos, o Senhor o tornou novamente próspero e lhe deu em dobro tudo o que tinha antes.” Jó 42.10

Quando oramos há uma tendência natural de enxergarmos a nós mesmos o tempo todo. A oração de petição é disparada a oração mais utilizada. E mais que isso, pedimos muito e pedimos mal para gastarmos em nossos deleites.

Vejo como a Palavra nos instrui observando o exemplo de Jó. Diante de tudo que ele viveu, do tempo difícil, das inúmeras circunstâncias, dos problemas, ele decidiu orar pelos seus amigos.
Se atentarmos bem, veremos que ele tinha muito para pedir para si mesmo, mas não o fez. Decidiu exercitar sua fé e suas orações pelos amigos.

Com essa atitude de se colocar em favor de outros na oração, Jó chamou a atenção de Deus. Sua oração obteve resultados não apenas para seus amigos, mas para ele mesmo. Ele recebeu do Senhor tudo em dobro.

Orar por si mesmo e pelas bênçãos de Deus para nós é muito mais fácil, mas orar pelos outros exige esforço, renuncia, dedicação, amor e compaixão. Dedicar-se a causa do outro é colocar-se em seu lugar é sentir o que ele sente, é identificar-se com sua causa, é estar ligado em espírito, é crer junto, é orar e confessar junto.

Temos orado pelos nossos amigos?

Estamos nos identificando com eles?

Até que ponto temos nos envolvido com as pessoas para ajudá-las?

A Bíblia diz que o forte suporta a fraqueza do mais fraco.

Cada um de nós tem áreas de fragilidades diferentes, mas isso deve ser transformado em força com a ajuda do Espírito Santo que habita em nós.

Jó deixou de lado suas fragilidades e se fortaleceu em Deus para não só pedir bênçãos para si, mas para seus amigos.

Esse é o tempo de despertarmos para as pessoas que estão ao nosso lado. Está na hora de valorizarmos os nossos amigos e por eles não apenas dar a mão, o ombro, mas as nossas orações.
Quando esquecemos um pouco dos nossos problemas e ajudamos outros, perceberemos que ficamos bem melhores e sempre passaremos a ver aqueles mesmos problemas de antes tão menores e insignificantes.

Aproveita, se possível for, chama seus amigos e ora junto com eles. Existem muitas bênçãos reservadas para aqueles que obedecem as instruções da Palavra.

> www.estudoscristaos.com

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Colação de Grau na Unigran: Dody, Márcio e Vanessa

video

Dia 09/12/2008, Jociele Sachs, Márcio Albertanaz... ? Ops Albernaz, e Vanessa Anielly recebem o canudo na colação de grau da turma do Curso de Técnologia e Produção Publicitária 2008.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

O RELACIONAMENTO DOS PAIS CRISTÃOS COM OS FILHOS



I - Filhos São Bênçãos de Deus
Um dos melhores presentes de Deus para as os pais são os filhos. Há grande alegria nos filhos. O propósito de Deus é que os filhos sejam fontes de bênçãos. Herança do Senhor são os filhos, fruto do ventre o seu galardão (Sl. 127:3).
É responsabilidade dos pais ensinar e educar seus filhos no caminho do Senhor. Um relacionamento sadio entre pais e filhos é indispensável para o progresso espiritual destes.
1- Os filhos são a alegria enviada por Deus.
O nascimento de um filho trás alegria aos pais. O Senhor faz que até "a mulher estéril seja alegre mãe de filhos" - (Sl 113:9).
2 - Os Filhos são abençoados
Deus deu-nos os filhos como bênçãos. Nunca os pais devem encarar os filhos como um empecilho, escória ou coisa semelhante. Eles são a herança do Senhor (Sl 127.3).
Tenho visto pais crentes tratarem seus filhos como verdadeiros tropeços em suas vidas. Culpam os filhos por tudo de errado que acontece. Os filhos por sua vez se sentem um lixo, e aí começa a tragédia familiar.
No Salmo 128: 3b os filhos aparecem com a seguinte comparação:* São comparados a PLANTAS DE OLIVEIRAS:
a) dão fruto: Ver Gl 5:22-23;b) dão azeite (unção do Espírito Santo);c) dão sombra (amparo, abrigo contra o desconforto);
As plantas precisam ser regadas, cuidadas: amor, cuidado, afeto, tempo, diálogo.
II - Ensinando a Criança no Caminho - Pv 22:6
O conselho do sábio Salomão é: "Instrui o menino [no caminho] em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele." Um grande erro de alguns pais hoje é querer ensinar o caminho do céu para seus filhos. A Bíblia não manda ensinar "o caminho", mas ensinar "no caminho". Parece não ter diferença, mas é muito distinto. Pode se ensinar o caminho sem se estar nele. Aí a criança vai observar o exemplo dos pais. Não adianta ensinar o caminho do céu, do temor do Senhor, da obediência a Palavra, se não andamos nesse caminho.
Ensinar "no caminho" é:
1) Andar junto com os filhosA maneira mais eficaz de ensinar nossos filhos a andar no caminho santo é andar juntamente com eles. À medida que ensinamos vamos aprendendo também. Assim eles se sentirão motivados a caminhar tendo a companhia dos pais.
2) Dar bom exemplo aos filhosNão cabe dúvida de que o testemunho fala mais alto do que qualquer ação. Se quisermos ver nossos filhos como bons servos de Deus, teremos que ser bons servos de Deus primeiro. Eles nos observarão e seguirão nosso exemplo. Aqui vale o exemplo de Jesus; tudo o que ele ensinou aos discípulos, Ele fazia antes.
3) O culto doméstico
No culto doméstico a criança aprende que não é só na igreja que somos crentes. Quando o dia começa com uma reunião familiar para se ler a Bíblia, cantar uns corinhos, orar e meditar na Palavrade Deus a criança recebe uma motivação maior para refletir em suas ações e compromissos. Assim ela dedicará menos tempo à televisão, ao vídeo game e outras coisas que não edificam e em compensação gastam mais tempo no devocional onde ela aprenderá mais do Senhor e de Sua Palavra.
III- O Amor aos Filhos
O amor, o afeto e a dedicação são traços marcantes que moldam o caráter dos filhos. Os filhos precisam se sentir amados, protegidos e queridos.
1) Demonstração de amor em público
Vejo muitos pais, principalmente na igreja, abraçar, beijar elogiar as crianças dos outros. Mas nunca fazem isso com seus próprios filhos. Sempre são ríspidos com os filhos, chamam-lhes a atenção em público e alguns até surram seus filhos na presença de outras pessoas. Isso deixa os filhos revoltados e eles imaginam que são piores que todas as crianças. Que não merecem carinho e amor.
2) Sendo amigo dos filhos
Não obstante sermos pais precisamos ser amigos de nossos filhos. Quando o filho não vê em seu pai ou mãe um amigo, ele vai procurar em outra pessoa aquilo que não encontra em nós. Aí entram em cena os homossexuais, viciados em drogas, marginais, etc.
Conheço uma irmã, mãe de uma adolescente, que sempre foi dura com sua filha, humilhava-a na presença das pessoas e não a deixava em paz nem mesmo na igreja. Essa mocinha acabou se desviando da igreja, logo começou um namoradinho mundano e engravidou-se. Hoje sua mãe chora e sempre pede oração á igreja para que sua filha volte para o Senhor. É lamentável, mas sua própria mãe a lançou no mundo.
Os filhos são herança, bênção e alegria, mas também eles são uma responsabilidade para os pais. Temos o dever de instruí-los no caminho certo para que ao crescerem não desviem jamais. Que Deus dê graça e sabedoria a todos os pais e mães para saberem criar seus filhos como verdadeiros servos de Deus!

Artigo extraído do site www.sovitoria.com

Fundados Sobre Rocha

"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe
em prática, será comparado a um homem prudente, que edificou
a casa sobre a rocha. E desceu a chuva, correram as
torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra
aquela casa; contudo não caiu, porque estava fundada sobre a
rocha" (Mateus 7:24, 25).

Jack Lannom, orador especializado em motivação, diz que a
grandeza de nossas vidas depende da fundação onde elas estão
construídas. As pessoas podem não ver onde estamos
fundamentados, mas observarão os frutos de um alicerce
sólido através do qual conduzimos nossas vidas. Ele ilustra
seu ponto de vista da seguinte maneira: a maioria das
pessoas olha para o edifício Empire State e diz: "Uau! Que
prédio incrível!" Porém, um arquiteto, alguém que realmente
conhece edifícios, ao olhar para o mesmo prédio, exclama:
"Uau! Que fundação!" Nenhum edifício pode alcançar uma
grande altura ou resistir ao teste do tempo se não tiver uma
fundação bem sólida.

Como temos construído a fundação de nossas vidas? Elas estão
firmadas em nossa própria força? Em nossa competência? Em
nosso dinheiro? Nas pessoas importantes que conhecemos e em
quem depositamos toda a nossa confiança? E se a força nos
faltar? E se a nossa capacidade não for tão grande quanto
necessária? E se perdermos todo o dinheiro? E se as pessoas
importantes se afastarem de nós? O que nos sobrará?

Precisamos estar alicerçados em uma fundação que nunca
falha, que nunca desaparece, que nunca nos abandona. Jesus é
esse fundamento. Ele jamais nos frustrará, jamais nos
desamparará, jamais deixará de cumprir as Suas promessas.
Ele nos ama apesar do que somos, nos protege mesmo quando
não merecemos, está conosco mesmo quando Lhe somos
indiferentes.

Quando o Senhor está em nosso coração, as pessoas certamente
comentarão a nosso respeito: "Uau! Pelo brilho de seu rosto
eu vejo que você é um filho de Deus!"

Retirado de: Para Refletir...(04/11/08), Paulo Roberto Barbosa

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

A Dupla Amir & Urbano

video
Os irmãos Amir (Sonfona) e Urbano (Violão) cantaram juntos no domingo (23/11) na Congregação Jardim Novo Horizonte.

Niver do Zé Carlos




Aconteceu no último sábado (29/11) na Congregação do Jardim Novo Horizonte, a festa de aniversário do ZÉ CARLOS.  Alguns jovens e adolescentes da Central, prestigiaram o evento.
O Zé Carlos é um jovem especial e muito querido por todos.... EHHHH GAROTTOOO !!!

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

O CÍRCULO DA TOLERÂNCIA

Um famoso senhor com poder de decisão, gritou com um diretor da sua empresa, porque estava com ódio naquele momento.
O diretor, chegando em casa, gritou com sua esposa, acusando-a de que estava gastando demais, porque havia um bom e farto almoço à mesa.
Sua esposa gritou com a empregada que quebrou um prato.
A empregada chutou o cachorrinho no qual tropeçara.
O cachorrinho saiu correndo, e mordeu uma senhora que ia passando pela rua, porque estava atrapalhando sua saída pelo portão.
Essa senhora foi à farmácia para tomar vacina e fazer um curativo, e gritou com o farmacêutico, porque a vacina doeu ao ser-lhe aplicada.
O farmacêutico, chegando à casa, gritou com sua mãe, porque o jantar não estava do seu agrado.

Sua mãe, tolerante, um manancial de AMOR e PERDÃO, afagou-lhe seus cabelos e beijou-o na testa, dizendo-lhe: "Filho querido, prometo-lhe que amanhã farei os seus doces favoritos.
Você trabalha muito, está cansado e precisa de uma boa noite de sono.
Vou trocar os lençóis da sua cama por outros bem limpinhos e cheirosos para que você descanse bem.
Amanhã você sentir-se-à melhor.
" E abençoou-o, retirando-se e deixando-o sozinho com os seus pensamentos... Naquele momento, rompeu o círculo do ódio, porque esbarrou com a TOLERÂNCIA a DOÇURA, o PERDÃO e o AMOR
. Façamos o mesmo.

(desconhecido)